Swing sem culpas

Sente-se culpado por ter praticado sexo a três? Sente-se uma pessoa infiel, sem moral, diferente de todas as outras? Pense duas vezes.

Se está a precisar de alguma motivação para continuar a viver a sua vida sexual em pleno e sem culpas, leia este texto. Muitos praticantes de swing, sexo em grupo, ménages ou outras práticas envolvendo mais do que duas pessoas, acabam desistindo por se sentirem extremamente culpados.

Mas afinal porque é que isso acontece?

A culpa é da sociedade. Há uns largos anos atrás a poligamia era considerada natural mas desde algumas décadas que se começou a incumbir a ideia da monogamia como a única prática aceitável na nossa sociedade. E porquê? O casamento, a família, a igreja, os valores ensinados pela família, são vários os factores que vão moldando o nosso pensamento pelo que é difícil chegar à idade adulta e contrariar a maior parte deles. Mas quem for mais forte do que isso, só terá vantagens na vida.

Isto não significa que a monogamia esteja errada. Cada um é livre de fazer o que o faz feliz, mas muitos são os que não fazem o que gostam apenas por vergonha ou preconceito. Se fosse socialmente aceitável ter vários parceiros numa relação, haveria muitos que o fariam, e como sempre algumas excepções. Mas faça algumas perguntas a si mesmo antes de se privar de um prazer.Swing sem culpas

“Se não fosse a opinião dos meus pais, eu levaria um estilo de vida monogâmico?”

Os pais são os grandes modeladores de pensamento dos filhos e quando estes são bastante púdicos, os filhos acabam por herdar alguns receios e constrangimentos no que toca ao sexo. Pense como reagiria se de repente eles lhe dissessem que não havia problema nenhum com essas atividades.

“Faz-me sentir feliz?”

A felicidade própria está acima de tudo e deve ser a sua prioridade. Desde que não magoe ninguém pelo caminho. Seja sempre honesto com os seus parceiros.

“Eu e o meu companheiro/a conseguimos ser os dois felizes assim?”

Alguns casais funcionam bem praticando swing, sexo a três, ou vivendo uma relação liberal. Embora muitos vos julgassem se soubessem, a vossa vida apenas a vós vos diz respeito e se vocês se sentem bem com isso, a culpa não tem de existir.

Acima de tudo, deve pensar na sua felicidade e não na sociedade em que vive. No futuro as regras provavelmente irão mudar e não há razão para você não aproveitar a vida ao máximo no momento. Por isso, se tem vontade, quebre as regras e aproveite.

About the author

Related

JOIN THE DISCUSSION