Primeira vez num clube de swing. Gil conta como foi

Para muitos os que ponderam praticar swing, a primeira vez é o momento que os mais aflige. Mas como é? Há sexo por todo o lado? É seguro? As pessoas sabem-se comportar? Nada melhor que ouvir a história na primeira pessoa.

Quem visita um clube de swing pela primeira vez o que vai encontrar?
Posso falar do que conheço mas garanto que é um espaço sério. As pessoas são sujeitas a uma entrevista e são inspecionadas antes de entrar. Há respeito, privacidade, e bastante confiança. Não entra qualquer um. As pessoas estão bem vestidas, limpas e asseadas. E são psicologicamente saudáveis. Inicialmente é como entrar num bar-discoteca. Não existe uma enorme pressão para começar a meter conversa ou entrar na ação.

Como se desenrola o momento?
Há um espaço ao estilo de um bar onde se tomam umas bebidas, alcoólicas ou não, onde as pessoas aproveitam para descontrair, conversar, trocar olhares. Por vezes um casal vem meter conversa connosco depois de umas trocas de olhares. Se não estes forem retribuídos, deixam-nos em paz.

Há pessoas só a ver?
Existem algumas pessoas apenas a assistir a espetáculos, ou a ver os outros a fazer sexo. Há lugaPrimeira vez num clube de swing. Gil conta como foir para todos. Mas não é o mais comum.

E quando existe química, conversam e depois?

Normalmente perguntam-se quais os gostos, fetiches o que gostamos de fazer, se temos alguma regra e vamos para o espaço onde se dá a acção. Há privacidade, ninguém fica a assistir a menos que todos concordemos com isso. Há quartos escuros para os mais tímidos, os que não querem partilhar nomes ou conversar, que estão ali só mesmo para a ação.

Há alguém que incomode os outros?
Nunca assisti a ninguém incomodar ninguém. Há bastante segurança e caso exista um incidente a pessoa é convidada a sair e fica excluída do clube. Por isso acho que quem frequenta estes espaços aceita as regras e cumpre-as.

As pessoas vestem-se de forma provocadora?
Pode dizer-se que sim mas com classe. As pessoas vestem-se melhor ali do que numa discoteca por exemplo. Existe alguma decência, no que toca a aparências e abordagens. Há dançarinas de lingerie claro mas as pessoas não andam nuas por ali. Não há orgias pelos corredores nem homens a assediar as senhoras como muitos pensam. Os casais mantêm-se juntos acaba por ser algo bastante respeitador.

São só salas para sexo?
Há espaços com espetáculos de strip-tease e dança do varão. Há atividades para todos os gostos.

Conselhos aos estreantes?
Venham com uma mentalidade aberta e com boa disposição. Não tenham medo do que vão encontrar. É um espaço aberto a todas as experiências desde que consentidas, e o lugar ideal para por os fetiches em prática. Inesquecível.

About the author

Related

JOIN THE DISCUSSION