Ana e Alfredo, os pais que tiveram de contar à filha que praticavam swing

Ana e Alfredo viram-se numa situação caricata quando Sofia os apanhou um dia. Sem desconfiarem de nada, a situação parece digna de um filme. Mas não foi.

Ana conta a história.

Como é que a vossa filha descobriu que praticavam swing?

Parece impossível eu sei. Nunca pensei ver-me nesta situação. Tudo começou com o término de namoro da nossa filha, e bastante descuido da nossa parte.

Como assim?

Somos um casal feliz mas é verdade que praticamos swing. Com filhos é difícil esconder certas coisas, ou arranjar tempo para o casal. E um comentário que eles ouçam pode deixa-los desconfiados. Sempre que saíamos juntos, dizíamos-lhe que íamos jantar fora e ao cinema. Até que um dia decidimos convidar um casal para nossa casa, aproveitando a Sofia ir de férias com o namorado.

E ela chegou mais cedo do que o previsto?

Ela e o namorado terminaram a meio das férias e ela decidiu regressar a casa. Já era noite e não avisou que vinha a caminho. Quando chegou a casa procurou-nos e percebeu que estávamos no quarto num momento íntimo. Mas estava um casal connosco. Ela não viu nada mas viu-os sair mais tarde. Achei que não valia a pena negar.
Acha que ela já desconfiava?

A Sofia era perspicaz. Ninguém chega do cinema às 6 ou 7 da manhã. Nunca lhe contámos onde íamos e fomos descuidados com as entradas em casa, e principalmente com o que dizíamos um ao outro com ela por perto. Penso que ela já tinha ouvido algumas coisas mas com certeza que tentava arranjar desculpas ou colocar outras hipóteses, tentando não pensar muito no assunto.

Ela perguntou directamente?

Infelizmente tornou-se impossível negar. A situação falava por si. Ao início creio que se sentiu envergonhada de questionar os pais sobre a sua vida sexual e foi para o quarto. Mas na verdade a Sofia é uma adulta decidi explicar-lhe o que aconteceu. Calmamente perguntou-me se sempre fizemos aquilo toda a vida.
Foi estranho para vocês?

Mais do que estranho, foi pior do que ser apanhado pelos pais fazer sexo (risos). Todo o momento foi embaraçoso, antes e depois. Expliquei que o que fazíamos nunca implicou que não gostássemos um do outro. Mas creio que poucos pais falariam disto aos filhos. Há coisas que são íntimas devem ficar entre o casal.

Ela compreendeu?

swing a descobertaFicou confusa, acho que nunca pensou que nós gostássemos desse tipo de coisas, muito menos que o praticássemos. Expliquei o melhor que pude, sem entrar em detalhes claro,mas tentei não incentivar nenhum estilo de vida. Ela fará o que achar melhor na sua vida.

Algum conselho para pais?

Sejam discretos. No nosso caso um demasiado à vontade custou-nos a desilusão e confusão da nossa filha. Há coisas que os filhos não precisam de saber sobre os pais. E nunca, em situação alguma, façam isto em casa.

About the author

Related

JOIN THE DISCUSSION