Como é um cruzeiro de swing?

Só quem nunca entrou num cruzeiro de swing acredita que este é um local perverso, desprovido de regras onde vale tudo. Quando questionadas, muitas pessoas acreditam que nestes locais as pessoas passeiam-se nuas e praticam sexo pelos corredores. Mas embora estes mitos resultem do preconceito resultante de uma sociedade fechada e cheia de tabus, a realidade é bem diferente. Conheça a realidade deste tipo de programa.

Em primeiro lugar, não há lugar para todos. Nos cruzeiros só são permitidos casais ou pessoas acompanhadas por um casal. Para ser admitido para um destes clubes, o casal deverá passar por um minucioso processo de selecção, que inclui entrevistas, muitas vezes só sendo escolhido se for recomendado por outro casal. É por isso um pouco difícil entrar num cruzeiro de swing se não conhecer ninguém que já tenha estado num.Para além disso este tipo de cruzeiro é geralmente dispendioso pelo que é necessário um estatuto financeiro elevado para poder participar.

Depois de lá estar, não será uma orgia total. Pelo contrário. Claro que o sexo em grupo é incentivado dado que é o objectivo principal do cruzeiro, mas existem locais especiais destinados à prática de swing. Estes quartos são designados “playrooms”, nos quais é possível praticar sexo a dois, em grupo e até mesmo exibicionismo.

 

Este tipo de cruzeiro é marcado por um conjunto de regras que deve ser estritamente seguidas. Os locais para praticar sexo devem ser respeitadas e as regras básicas do swing aplicam-se aqui também. É necessário que todos concordem em participar, aceitando que um não é sempre um não!

As drogas são estritamente proibidas e o excesso de álcool penalizado. Caso uma pessoa alcoolizada perturbe o espaço onde se encontra será fechada na cabine até que o efeito passe.

O dress code é mais uma regra a ser respeitada. Existem peças proibidas e é preciso andar vestido de modo respeitoso pois a privacidade é ainda assim exigida pelos passageiros.
Os passageiros devem ter consigo protecção, nomeadamente o preservativo e respeitar as regras da sua utilização, ou seja, mudar de preservativo sempre que trocar de parceiro e nunca usar o mesmo preservativo em orifícios diferentes.

As fotografias são estritamente proibidas a menos que todos os envolvidos dêem permissão para o mesmo. Estas também não poderão ser partilhadas na Internet.
O nudismo é permitido mas mais uma vez apenas nos locais assinalados. Um cliente não se pode despir onde lhe apetecer.

Embora seja difícil participar, se conhece alguém que já frequentou um destes cruzeiros pode sempre pedir uma recomendação. É uma experiência diferente, agradável e sem dúvida bastante requintada no mundo do sexo em grupo.

About the author

Related

JOIN THE DISCUSSION

four × 3 =