Dicas essenciais para os iniciantes de swing

Se você é novo na comunidade de swingers, então há muitos ajustes que precisa fazer na sua vida. É talvez um dos estilos de vida mais controversos mas neste artigo conhecerá certas regras, práticas e outras informações relevantes que provarão que ser swinger não é nenhum bicho-de-sete-cabeças.

 

Basta adaptar-se e conhecer as regras.Conheça e familiarize-se com os costumes de ser um swinger.

Converse com seus parceiros

Um dos passos mais difíceis para os swingers é quando eles têm de contar a notícia aos seus companheiros de curta data. É imperativo obter a afirmação de que ele ou ela está confortável em seguir em frente ou pelo menos ponderar seguir o mesmo estilo de vida após algum tempo de experiências. Caso contrário, não há sentido em prosseguir com a relação. Seja como for nunca insista com alguém para praticar swing. Os dois têm de partir para a aventura de livre e espontânea vontade e com vontade de inovar.

Eduque-se

Existem prós e contras em viver a vida de um swinger e é preciso ter em conta que existem potenciais riscos que podem surgir caso não seja cauteloso. Posto isto, deve ter muito cuidado ao escolher uma pessoa para ter relações sexuais. E cuidado significa sempre usar proteção. De qualquer maneira, é um estilo de vida divertido e verdadeiramente espontâneo que vale a ser vivido.

Não se apegue

Um dos piores cenários que pode surgir é se você se apegar a um companheiro de swing. Os swingers principiantes podem ter problemas para lidar com essa regra, mas se você deseja realmente um prazer sem culpas e problemas futuros, deve afastar-se de qualquer equação emocional. Somos todos suscetíveis à paixão e isso acontece mesmo com a pessoa que você menos espera. Mas na verdade só acontece quando você passa muito tempo com essa pessoa. Para o evitar, depois da sessão, mude para outro e nunca olhe para trás. Fica mais fácil fugir de apegos emocionais quando você troca constantemente de parceiro, aprendendo a separar as emoções do sexo.

Não fique com ciúmes … nunca!

Por último, mas definitivamente não menos importante, não fique com ciúmes. Na vida de um swinger, o ciúme é proibido e não porque é um dos sete pecados, mas porque você não tem o direito de ser ciumento. Desde o início do acordo, quando você concorda com as formalidades com o seu parceiro, já está declarando a liberdade de se “divertir” com um parceiro de outro. E, portanto, há a certeza de que nenhum de vocês deve ficar com ciúmes pelo fato de você ter decidido impulsionar a sua vida sexual. Com isso em mente, poderá ter uma relação estável e duradoura até mesmo que seja casado. Aliás, observa-se que os swingers têm uma taxa de divórcio menor do que os casais monogâmicos.

About the author

Related

JOIN THE DISCUSSION