Resorts de swing só aceitam casais e recebem cada vez mais turistas

Resorts de swing só aceitam casais e recebem cada vez mais turistas

Imagine um resort. Agora, esqueça tudo que já viu ou pensou. Saem de cena os animadores de piscina, as crianças correndo de um lado para o outro e a música alta no som. Entram pessoas nuas, nenhum menor de idade por perto e um clima afrodisíaco. Esse é o cenário dos hotéis à beira-mar exclusivos para casais que desejam praticar swing, em Cancun, no México.

Os “hotéis sensuais” Desire Pearl e Desire Riviera Maya existem há mais de 10 anos. Oferecem atrativos como quartos luxuosos, uma vista de tirar o fôlego e sistema all inclusive (com frutos do mar e drinks tropicais). Mas nenhuma atração é mais importante do que a interatividade dos casais. Um olhar ou um sinal discreto são suficientes para liberar o flerte.

Um aviso aos mais empolgadinhos: nada de transar na piscina ou na praia. Ali é só para o pessoal se conhecer. Todos podem andar pelados em qualquer ambiente dos dois resorts, mas sexo só é permitido em uma área reservada, onde há uma jacuzzi, ou nos quartos, é claro.

Há seguranças e “monitores” espalhados pelos hotéis. Eles são treinados para garantir a privacidade e a segurança. Estão prontos para coibir o uso do celular nas áreas comuns, para evitar o vazamento indesejado de nudes.

Solteiros não são aceitos para impedir o assédio indesejado. Cada quarto recebe no máximo duas pessoas — com exceção do mês de agosto, quando é possível trazer um amigo ou amiga para esquentar as coisas.

A diária no Pearl (5 estrelas, com 114 quartos) custa cerca de US$ 302. O Riviera Maya (4 estrelas com 88 quartos) é um pouco mais em conta, US$ 284 por dia. Os dois têm as três refeições incluídas, assim como as bebidas alcoólicas ou não. O spa oferece “ritual erótico” e “massagem provocativa”, exclusiva para casais.

 De acordo com a empresa que administra os dois hotéis, que são vizinhos, é cada vez maior o número de brasileiros que se hospedam ali.

“É um resort onde tudo que você e sua parceira têm vontade de fazer e realizar, pode. Ninguém está preocupado com os “outros”. Todos querem é muita diversão e curtir a vida, seja desnudos ou não. Ninguém se importa se você está vestido u não. Há uma interação, respeitosa, entre todos. Formam-se novas amizades, novas curtidas, novas experiências, onde ninguém olha para você para ver como é”, escreveu um hóspede.

“É uma experiencia única. Vale a pena conhecer, Fizemos uma massagem sensual que jamais esqueceremos.Comecei a gostar do nudismo, praia, restaurantes, animação, etc.. tudo é um diferencial. Este local é o verdadeiro “tudo incluído””, descreve Nelson Z.

“Não somos swingers, mas o resort é totalmente acolhedor à sensualidade, tornando a viagem muito agradável, romântica e descontraída. A comida é muito boa, os shows são muito sensuais e instigantes, o quarto é uma graça! Resort pé na areia, equipe de recreação muito animada e divertida! Tanto os hóspedes quanto os funcionários são muito respeitosos”, avaliou uma visitante, no TripAdvisor.

Veja como são os resorts para swingers:

Fonte: Metropólis

About the author

Related

JOIN THE DISCUSSION