Perguntas e respostas sobre sexo

Será que percebe de sexo? Até os mais entendidos têm dúvidas sobre sexo principalmente no que diz respeito ao orgasmo feminino.

Confira estas divertidas e educacionais perguntas e respostas e torne-se um verdadeiro entendido na matéria.

1. Há orgasmos clitorianos e vaginais?
O orgasmo caracteriza-se pela contracção dos músculos vaginais que pode ir desde 3 a 12 vezes por orgasmo. Denomina-los como clitorianos e vaginais apenas diz respeito ao ponto de partida e o que foi estimulado. De facto, os orgasmos clitorianos derivam da estimulação do clitóris e tendem a ser mais intensos e explosivos ao passo que os vaginais mais profundos. Mas isto vai depender do corpo de cada mulher.

2. Há mulheres que só conseguem atingir o orgasmo numa posição. Será um problema?
Não é problema nenhum. Consoante a forma do corpo, existem posições mais propícias a atingir o orgasmo. Quando se varia pouco as posições, é natural que a mulher só encontre uma ou duas posições nas quais consegue atingir o clímax. Mas isto não é um defeito. Uma forma contornar o problema é abrirem o Kamasutra e testar várias posições. Quem sabe se afinal não atinge o orgasmo de outras formas?

3. A mulher grita sempre que atinge o orgasmo?
Não. Há mulheres que são totalmente silenciosas e têm orgasmos bastante intensos. Outras preferem exprimir o prazer verbalmente. Mas se a mulher grita demasiado e em qualquer posição, ela poderá estar a fazê-lo apenas para aumentar a auto-estima do homem ou porque acha que é suposto, tal como sugerem os filmes pornográficos.

5. O ponto G existe?
Esta questão é controversa com alguns médicos afirmando que sim, outros garantindo que não passa de um mito. De acordo com a teoria aceite é que não se trata de um ponto mas de uma área com alguns centímetros quadrados, responsável pelos orgasmos vaginais. Mas não existe nenhum mapa para o ponto G. Ele varia de mulher para mulher.

6. É verdade que a pílula tira a líbido?
Alguns medicamentos, nomeadamente a pílula contraceptiva, podem provocar efeitos secundários, entre eles a redução da libido. Isto não é comum a todas as mulheres e não tem influência sobre o orgasmo. No entanto existem medicamentos que podem gerar incapacidade de atingir o orgasmo. Se sente que algo está diferente ou que tem bastante dificuldade em ter prazer ou atingir o orgasmo, consulte o seu médico informando-o de todos os medicamentos que toma. Pode haver necessidade de fazer algum ajuste.

Perguntas e respostas sobre sexo

7. É normal ter mais prazer na masturbação do que no sexo a dois?
Nós conhecemos o nosso corpo como ninguém e podemos adaptar o movimento da masturbação ao que estamos a sentir em tempo real. Por isso, em qualquer pessoa se torna mais fácil e rápido atingir o orgasmo dessa forma. Para melhorar o sexo, mostre ao seu companheiro como se masturba, indicando a velocidade, movimentos, pressão, para que ele possa obter a receita perfeita para a ajudar a atingir um.

8. É possível ter prazer sem atingir o orgasmo?
Absolutamente sim. Muitas mulheres têm dificuldade em chegar ao orgasmo o que não significa que tenham tido uma relação sexual bastante satisfatória e prazerosa. O orgasmo nada mais é do que um reflexo natural acompanhado de prazer mas pode chegar em cerca de 3 minutos ao passo que o prazer pode durar muito mais.

9. Chorar antes de atingir um orgasmo é distúrbio?
Não. Muitos se envergonham por passar por isso embora nada mais seja do que uma reacção natural do corpo, derivada da agitação emocional. A consequente libertação de lágrimas nada tem a ver com tristeza.

10. O homem chega sempre primeiro ao orgasmo?
Fisionomicamente, o homem tem uma maior facilidade em atingir o orgasmo mas isso não significa necessariamente que ele tenha mais prazer. Regra geral eles atingem primeiro o orgasmo sim, (embora existem excepções) no entanto é possível que a mulher aproveite mais a relação sexual mesmo atingindo o orgasmo numa fase posterior.

About the author

Related

JOIN THE DISCUSSION

four × two =